Home / Blog / Como funciona o Consórcio de casas?

Como funciona o Consórcio de casas?

Como funciona o Consórcio de casas: Conheça as diversas formas de utilização da carta de crédito imobiliária.

Todo brasileiro sonha em ter seu imóvel próprio, seja ele casa ou apartamento. E existem no mercado diversas maneiras de adquirir um imóvel próprio.

Uma das mais confiáveis e transparentes de fazer isso é por meio de um consórcio de imóveis, sobretudo para aquelas pessoas que não possuem dinheiro suficiente para pagar a totalidade do valor pedido por uma casa ou apartamento.

Além disso, o Consórcio de imóveis vem crescendo cada vez mais como uma opção para fugir dos juros alto do financiamento.

Mas afinal, o que é um consórcio de imóveis?

Um consórcio de imóveis, ou consórcio imobiliário, é na verdade um sistema de autofinanciamento em que as pessoas interessadas em comprar um imóvel se reúnem em um grupo, passando a ser chamadas de consorciadas ou cotistas.

As obrigações mensais dos cotistas são parecidas com o que teriam nas parcelas de financiamento bancário, devendo ser pagas mensalmente. O que muda é que o trâmite funciona como se fosse uma poupança em grupo, com a adição de uma taxa para pagar pelos serviços de gestão da administradora do consórcio.

Como funciona o Consórcio imobiliário?

O funcionamento do consórcio imobiliário é simples: um ou mais participantes do grupo, caso estejam em dia com suas parcelas, poderão participar do sorteio mensal. Caso seja sorteado, estará apto a adquirir o imóvel desejado – desde que dentro dos limites da carta de crédito do consórcio.

Contudo, é importante que se diga que, ainda que a pessoa seja sorteada, precisa continuar a fazer o pagamento das parcelas do consórcio de imóveis regularmente até o término do contrato, com a vantagem de que já poderá desfrutar do imóvel antes de concluir o prazo final do plano consorciado.

No Consórcio de imóveis você pode adquirir imóveis, novos ou usados, residenciais ou comerciais. E você não precisa só comprar um imóvel pronto! Segundo a Circular 3.432 – publicada em 03 de Fevereiro de 2009, Cap. I, incisos a,b e c – você pode fazer um consórcio para comprar um terreno, construção, reforma e até mesmo para quitação de um financiamento é poder comprar um terreno, fazer uma reforma, construção ou quitação de um financiamento.

Como ser contemplado no Consórcio de imóveis?

No Consórcio existem duas formas de ser contemplado: por sorteio ou por lance. A assembleia acontece mensalmente, sendo necessário estar com as parcelas em dia para poder concorrer. Nas assembleia você pode ser sorteado, tendo como base a extração da loteria federal. No lance você consegue antecipar sua contemplação. No Consórcio Tradição é possível utilizar como lance embutido (corresponde a um percentual da sua carta de crédito).

Os sorteios de um consórcio de imóveis são úteis para determinar uma ordem de contemplação para aquelas pessoas que estão reunidas em grupo de interessados, de modo que tomem a carta de crédito sem que haja preferências ou parcialidade.

Ou seja: o consórcio é um sistema justo, baseado na casualidade ou sorte de ser contemplado mais cedo ou mais tarde.

Porém, a maioria desses sistemas possibilita outra forma de contemplação que o consorciado poderá aproveitar. É possível acelerar a obtenção da carta de crédito se o consorciado der o que é chamado de “maior lance”, o que faz reduzir seu saldo devedor geral e comprova para o grupo que tem menor risco de crédito.

A pessoa poderá usar o dinheiro que tem guardado na poupança pessoal, em outras aplicações e/ou até o seu FGTS para dar a oferta.

Saiba algumas das possíveis utilizações da carta de crédito:

  • Aquisição de imóvel na planta:

Com a carta de crédito você pode adquirir um imóvel na planta, podendo ser imóvel ou apartamento, mas não esqueça que ele precisa estar matriculado, tendo documentação regular no cartório competente.

  • Aquisição de terreno ou construção:

É possível utilizar a carta de crédito para adquirir um terreno, fazer uma construção ou uma reforma. Mas, para isso deve ser considerado: O valor do bem imóvel (para reforma ou construção) devendo ser igual ou superior ao saldo devedor da cota. Em construções deve ser considerado também que pode ser feito em terreno próprio ou adquirir o terreno para construir.

Em reformas só poderá utilizar o crédito quando o imóvel estiver em nome do consorciado do Tradição. Esse procedimento será realizado através de Cronograma Físico-Financeiro, devidamente assinado pelo engenheiro / arquiteto responsável pela obra, além da Planta e do Alvará da Prefeitura. Em caso de reforma não será necessário apresentar Planta e Alvará da Prefeitura.

O crédito será liberado em etapas, de acordo com o cronograma.

O pagamento das etapas do cronograma será efetuado mediante a entrega de declaração do engenheiro / arquiteto, cujo documento deve apresentar a assinatura do mesmo com reconhecimento de firma por autenticidade (verdadeiro), confirmando sua responsabilidade civil pelas informações transmitidas, com a indicação da conclusão de cada etapa.

  • Quitação de Financiamento

O Consorciado pode utilizar o crédito em grupos de consórcio para quitar o saldo devedor de financiamentos de titularidade do próprio consorciado ou de terceiros desde que o imóvel seja comprado pelo consorciado, de acordo com a Carta Circular 3.432. A quitação do financiamento pode ser realizada para agentes financeiros (bancos, construtoras, administradoras de consórcio, cooperativas e etc).

Importante: Para qualquer processo imobiliário é necessário que o imóvel/terreno tenha matrícula, ou seja, documentação regular no cartório de registro competente.

Como fazer parte de um consórcio de imóveis?

Quem estiver interessado em participar desta modalidade de aquisição imobiliária deve buscar uma Administradora de Consórcios de qualidade e confiável que precisa ser autorizada pelo Banco Central do Brasil para organizar os grupos. Na empresa, o futuro consorciado assinará os contratos para participar do consórcio imobiliário e ficará por dentro das regras que regem o negócio, dos valores das prestações aos termos de contemplação.

Se você quer participar de um consórcio de imóveis, além de analisar se as parcelas cabem no seu bolso, deve ficar muito atento ao pagamento das prestações mensais. O consorciado inadimplente será retirado dos sorteios até que regularize a situação, correndo o risco de pagar juros e multas por conta do atraso. Se a inadimplência for recorrente ou muito espaçada, o consorciado ainda tem o risco de ser excluído do grupo consorciado e afastar o sonho de ter seu imóvel próprio por mais tempo.

E você, já faz parte de um consórcio de imóveis para realizar o sonho da casa própria? Possui alguma dúvida sobre o funcionamento? Aproveite o espaço para comentários abaixo e esclareça-a com um de nossos consultores.

 

 

 

6 thoughts on “Como funciona o Consórcio de casas?

  1. Pingback: CONTE SUA HISTÓRIA – Priscila Lima

  2. Pingback: 6 dicas básicas de finanças pessoais que você precisa começar agora mesmo

  3. Pingback: Apartamento ou casa: Qual é o melhor para você?

  4. Pingback: 4 pontos importantes para quem pretende investir em bens materiais

    • Consorlina says:

      Olá Karoline, tudo bem?

      Não transferimos cartas de automóveis para imóveis.

      Para mais informações, entre em contato com nossa central de atendimento: 0800-877-0020 | 4003-5090 ou WhatsApp (11) 98917-8189.

      Att,

      Lina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + treze =